6,1 milhões de km²

que representam mais da metade das florestas tropicais do mundo e 44% da área da América do Sul

20% da água doce da superfície do planeta

graças ao rio Amazonas e seus mais de 1.000 afluentes, alguns dos quais, como o Madeira, o Negro e o Japurá, estão entre os 10 maiores rios do mundo

Bacia Amazônica

Mais de 50 milhões de pessoas

formam uma população heterogênea com características socioculturais diversas, dividida entre a maioria que vive em centros urbanos e as aldeias e comunidades tradicionais no interior da selva

+ 420 povos indígenas

ocupam 28% do território, dos quais 17,7% estão em áreas protegidas para a conservação do meio ambiente

A Bacia Amazônica a Gestão Integrada de Recursos Hídricos (GIRH)

A implementação da Gestão Integrada de Recursos Hídricos (GIRH) na maior e mais megadiversa bacia hidrográfica do mundo, com riquezas compartilhadas por Bolívia, Brasil, Colômbia, Equador, Guiana, Peru, Suriname e Venezuela, apresenta inúmeros desafios associados ao seu desenvolvimento socioeconômico, bem como aos impactos antropogênicos e climáticos.

O Projeto da Bacia Amazônica

Gerenciar a maior bacia hidrográfica do mundo de forma integrada e participativa é o objetivo que os oito Países Membros da Organização do Tratado de Cooperação Amazônica (OTCA) pretendem alcançar e a razão pela qual criaram o Projeto Bacia Amazônica, que apoia a implementação do Programa de Ações Estratégicas (PAE).

Com base em uma visão compartilhada que indica a importância da gestão integrada para a proteção e conservação da Bacia Amazônica e o desenvolvimento equilibrado e sustentável de seus povos, os países elaboraram e adotaram o primeiro Programa de Ações Estratégicas (PAE) para a Gestão Integrada dos Recursos Hídricos da Amazônia.

Por meio do Projeto Bacia Amazônica, implementado pelo Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA) e executado pela OTCA com financiamento do Fundo Global para o Meio Ambiente (GEF), as primeiras ações estratégicas estão sendo implementadas para o fortalecimento institucional da governança da água nos níveis nacional e regional, para a construção da resiliência comunitária e a proteção dos ecossistemas aquáticos contra as mudanças climáticas, bem como para o monitoramento dos recursos hídricos e dos ecossistemas por meio de um Sistema Regional de Monitoramento Ambiental.

Área hidrográfica

Área biogeográfica

Área de estudo

Benefícios socioeconômicos, ambientais e institucionais

A governança inovadora das águas transfronteiriças da Amazônia, que está sendo construída com a implementação do PAE, levará a uma melhoria no estado dos recursos hídricos e dos ecossistemas da Amazônia e a uma melhor proteção dos recursos aquáticos e dos habitats terrestres. Os benefícios ambientais trarão sustentabilidade aos meios de subsistência das pessoas. As comunidades e os ecossistemas serão mais resistentes aos efeitos de eventos climáticos extremos e ao aumento do nível do mar, e a segurança hídrica e alimentar será fortalecida. Em termos institucionais, a implementação do PAE fortalecerá a GIRH na Bacia Amazônica por meio de uma maior coordenação regional e do fortalecimento das capacidades técnicas e institucionais dos países.

0 millones
Pessoas beneficiadas
0
Profissionais treinados. Desses, mais de 100 já receberam treinamento em gênero.
0
Membros da comunidade local treinados (40% mulheres)
0 millones
de hectares cobertos por um sistema integrado de monitoramento ambiental

Monitoramento ambiental e de recursos hídricos

Para fortalecer a GIRH na Amazônia, o Projeto Bacia Amazônica prevê a conceituação e a consolidação de uma série de sistemas de monitoramento inter-relacionados, compatíveis, operacionais e consensuais, que irão reunir dados de sistemas nacionais de informação sobre águas superficiais, subterrâneas e geleiras, bem como sobre ecossistemas vulneráveis em toda a Bacia Amazônica, facilitando a tomada de decisões e aprofundando a Cooperação Sul-Sul para o monitoramento integrado dos recursos hídricos da região.

A integração dos dados de monitoramento será incorporada à Plataforma Regional Integrada de Informações sobre GIRH na Bacia Amazônica, projetada para compor o Observatório Regional da Amazônia – ORA da OTCA.

Programa de Ações Estratégicas

Conheça a Estratégia Regional para a Gestão Integrada dos Recursos Hídricos da Bacia Amazônica (PAE), que está sendo implementada através do Projeto Bacia Amazônica.